Home | Comportamento | Leis e Códigos | Mapa | Expediente


A Língua Espanhola no Mundo
Svetlana Guerreiro Chaves Garrido

.

A língua Espanhola é um dos meios de comunicação mais importantes do mundo. É o idioma oficial da Espanha e no fim do século XV iniciou sua irradiação na América recém descoberta.

Hoje, além da Espanha, fala-se o Espanhol na América Latina: Argentina, Bolívia Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, Guatemala, Honduras México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, El Salvador, Uruguai, Venezuela e Guiné Equatorial (África). Na América do Norte, nos Estados Unidos, propriamente dito, o Espanhol é usado como língua de comunicação entre a maioria dos anglo-saxãos dos estados do Colorado, Arizona, Califórnia e Novo México e também pôr numerosos grupos de New York e Flórida.

O Espanhol, atualmente, é a Segunda língua mais falada no Ocidente, bem como, nos Estados Unidos. Mais de 300 milhões de pessoas fazem uso deste idioma. Hodiernamente, além do interesse particular que o Espanhol desperta em algumas pessoas é importante perceber que vivemos uma época de relações "político-comerciais" que nos decanta pela necessidade do conhecimento desse idioma.

A língua falada pela quase totalidade de nossos vizinhos latino-americanos está cruzando fronteiras. O MERCOSUL - Mercado Comum dos Países da América do Sul e o NAFTA - Mercado Comum dos Países da América do Norte, certamente forma fatores de grande influência para a divulgação do idioma. 



Também, na Europa, o fato de que o Espanhol seja, ao lado do inglês, língua oficial para os acordos comerciais, segundo as normas da Comunidade Econômica Européia, faz crescer consideravelmente o número de falantes.
Presenciamos, no Brasil, durante muitos anos a troca de informações com os nativos da Língua Espanhola pôr meio do "Portunhol". Desta feita, o Espanhol passa a fazer parte de situações que requer maior formalidade.

É um erro comum, entre muitos, pensar que a comunicação, entre o Português e o Espanhol, pode ser feita de maneira eficaz quando não se tem o conhecimento da língua. É certo que há uma grande similitude entre as duas línguas, que também existe um grande número de termos e expressões comuns entre tais idiomas. No entanto, com muita freqüência, estes escondem significados diferentes, ou tem diferentes usos em um e outro idioma. É difícil assimilar ou adquirir uma língua sem o estudo metódico de seu vocabulário e de sua gramática básica.

Para esta relação, que nos apresenta mais estreita a cada dia já não há lugar para o "Portunhol". Necessário, se faz, que o Espanhol seja usado sem risco de enganos ou mal-entendidos como temos presenciado ao longo dos anos. Entendermos, comunicarmos de forma correta é uma necessidade primordial, tendo em vista que saber a língua do outro é ir muito além: é entender sua realidade e reinterpretar a nossa.


Svetlana Guerreiro Chaves Garrido é professora de Língua Espanhola do Centro de Línguas Vivas da Universidade Católica de Goiás, desde 1998.

 

Voltar | Imprimir    


Copyright © 2001 UCG - Universidade Católica de Goiás - Brasil